Alergias de pele comuns no verão | Prevenção e tratamento - Itesc
BLOG ITESC | Dicas de saúde

Alergias de pele comuns no verão | Prevenção e tratamento

Conheça as doenças de pele mais comuns na estação mais quente do ano, saiba como prevenir-se e tratar cada uma delas.

No verão, são mais comuns as alergias de pele, devido a maior exposição ao sol, à areia da praia e às picadas de mosquitos, que podem aumentar os problemas de pele durante a estação mais quente do ano. Saiba como se prevenir e entenda mais sobre algumas doenças dessa estação.

As principais alergias que se manifestam com a entrada da primavera e o início do verão são as chamadas dermatites: a dermatite atópica, urticária e a dermatite de contato.

 

Dermatite Atópica

É uma doença de pele que pode aparecer em qualquer fase da vida, mas é mais comum na infância. Não é uma doença contagiosa, por isso as lesões podem ser tocadas à vontade não havendo risco de transmissão.

A dermatite atópica provoca manchas avermelhadas na pele, que aparecem, principalmente, no rosto, braços e pernas, mas podem também surgir por todo o tronco do individuo.

Além de todo o incômodo, a dermatite atópica é a porta de entrada para outras alergias. Para tratar o problema, é preciso hidratar bem a pele após o banho com um creme adequado.

 

Urticária

A urticária é uma das doenças de pele que mais afeta as pessoas no verão, caracterizada por lesões avermelhadas e levemente inchadas, como vergões, que aparecem na pele, coçam muito e podem surgir em qualquer área do corpo.

De acordo com o tempo de duração, a urticária pode ser:

- Urticária aguda: quando os sinais e sintomas desaparecem em menos de seis semanas.

- Urticária crônica: quando os sintomas duram por seis semanas ou mais.

O tratamento para a doença consiste em observar qual o agente provocou o problema e controlar os sintomas com um medicamento antialérgico, havendo expressa necessidade de consulta a um médico e/ou farmacêutico.

 

Dermatite de Contato

Essa é uma das alergias de pele causadas pelo contato com certas substâncias. A doença pode provocar coceira e manchas vermelhas na pele, como bolinhas. Uma das causas desta alergia pode ser o tecido das roupas comuns no verão, produtos de beleza, higiene pessoal e cosméticos.

 

Fatores de risco para o desenvolvimento de dermatites podem incluir:

- Alergia a mofo;

- Ácaros;

- Contato com animais;

- Contato com materiais ásperos;

- Fragrâncias ou corantes adicionados a loções ou sabonetes;

- Detergentes e produtos de limpeza em geral;

- Roupas de lã e de tecido sintético;

- Baixa umidade do ar, frio intenso, calor e transpiração;

- Infecções;

- Estresse emocional;

- Alguns alimentos;

- Uso de determinados medicamentos;

Ingestão de alimentos que não fazem parte da dieta regular;

- Corantes e aditivos químicos usados em conservantes alimentícios que podem piorar o quadro;

 

Insetos

Como é uma época de chuvas, temos o aumento da proliferação dos insetos com uma incidência maior de alergia a picadas de mosquitos e, nesse caso, as crianças são as mais afetadas, e os repelentes de insetos devem ser usados preventivamente. A superexposição solar causa queimaduras e desidratação. Por isso, é necessário ingerir maiores quantidades de líquidos e aumentar o uso de protetor solar.

Prevenção

Para não ter problemas sérios com a pele, a melhor solução é se hidratar e nunca esquecer do protetor solar. O uso correto do protetor solar mais indicado para cada caso, roupas e acessórios (luvas e bonés) com proteção UV são ótimas opções para o verão, tanto como forma de prevenção como de tratamento.

 

Sobre o autor:

Thamiris Pereira Brognoli - CRF SC: 14061 | CRF RS: 1 17245

Farmacêutica graduada pela Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC.

Faz parte da equipe de farmacêuticas clínicas do Serviço de Atenção Farmacêutica do convênio de saúde Itesc Card.

Conheça nosso convênio de saúde!

São mais de 12 mil profissionais credenciados na área da saúde. Conheça todos os nossos benefícios.

Notícias relacionadas - Dicas de saúde

VER MAIS